Civone Medeiros e as ArteAções Amorosas, a Artista, a Trajetória

www.facebook.com/civonemedeiros
CIVONE MEDEIROS, 72
Multiartista - Poeta, Performer, CyberArtivista, Produtora Cultural e Curadora. Trabalha com Internet, Artesanias, Cenários, Cinema/Vídeo, Arte-Instalação, Intervenções, Performances, Intermídias e LABoratórios com Vivências Poéticas. Vive em Natal/RN, Brasil e trabalha no Mundo.
www.naredecomcivone.blogspot.com
www.facebook.com/civonemedeiros
www.issuu.com/civonemedeiros
www.twitter.com/civonemedeiros
civonemedeiros@gmail.com
Natal/RN, Brasil

T R A J E T Ó R I A*
Seleção de Exposições, Curadorias, Performances, Residências, Estudos, Projetos e Produções:
www.facebook.com/maisamorporamorJUN/2014 – ❝#maisAMORporAMOR❞ – ArtiVismos com TAGs (Palavras-Chave) AMOROSAS e #ARTISTinRESIDENCE na Usina::Lab& Emporium em Assu-RN - De 14 de Junho a 14 de Julho ~ www.facebook.com/maisamorporamor. Mais uma ArteAção da Série#AmoComoQuemNãoTeme: www.facebook.com/amocomoquemnaoteme;

MAI/2014 – ❝#maisAMORporAMOR❞ – ArtiVismos com TAGs (Palavras-Chave) AMOROSAS na PINACOTECA POTIGUAR/Palácio da Cultura/SECULT-RN – Centro Histórico de Natal-RN - De 28 de Maio a 05 de Julho ~ www.facebook.com/maisamorporamor. Mais uma ArteAção da Série #AmoComoQuemNãoTeme: www.facebook.com/amocomoquemnaoteme;

ABR/2014 – ❝#maisAMORporAMOR❞ – ArtiVismos com TAGs AMOROSAS com Curadoria de Dora Bielschowsky na GaLEEria da Lee Boards -Petrópolis, Natal/RN - De 25 de Abril a 24 de Maio ~ www.facebook.com/maisamorporamor. Mais uma ArteAção da Série #AmoComoQuemNãoTeme: www.facebook.com/amocomoquemnaoteme;
www.facebook.com/ameasmulheres
MAR/2014 – #AmeAsMulheres – Instalação Audiovisual na Coletiva ELAS – 8 de Março, PINACOTECA POTIGUAR/Palácio da Cultura/SECULT-RN – Curadoria de Mathieu Duvignaud, Centro Histórico de Natal-RN - De 8 de Março a 30 de Abril ~
www.facebook.com/ameasmulheres;

MAR/2014 – LIDA POÉTICA: UM AMOR PARA CHAMAR DE SHOW – no #14deMARÇO, Dia Nacional da Poesia da SECULT-RN/Fundação José Augusto, com Ninha Mirra em Lidas Poéticas Cantadas e Faladas Canções de Amor e Vida e Arte como Vida. Galeria do Teatro de Cultura Popular/FJA – Petrópolis, Natal-RN; 

DEZ/2013 – #AmoComoQuemNãoTeme com #CachaçaFilosófica sobre ARTE & VIDA com Sanzia Pinheiro, na Galeria Xico Santeiro/Museu de Cultura Popular Djalma Maranhão, Largo da Ribeira - FUNCARTE-PMN, Natal/RN;

DEZ/2013 – Poéticas #AmoComoQuemNãoTeme no Balaio Café - Expo-Récita & Festim after da REAL Feminista – Residência Artística Libertária Feminista, Brasília/DF;

NOV/2013 – Civone.com\VIDA: UM AMOR PARA CHAMAR DE SHOW – Projeto Diversidade Cultural/FUNCARTE/IFRN, com Poéticas Cantadas e Faladas Canções de Amor e Vida, de Arte como Vida, de Vida como Arte. Beco da Cultura Rui Pereira/Zé Reeira - Centro Histórico de Natal-RN;
www.facebook.com/amocomoquemnaoteme
NOV-DEZ/2013 – #AmoComoQuemNãoTeme – Mostra de Poéticas e Arte Contemporânea – Curadoria de Sanzia Pinheiro, Produção de Dora Bielshowsky, Nalva Melo e Rosane Felix - Galeria Xico Santeiro/Museu de Cultura Popular Djalma Maranhão, Largo da Ribeira - FUNCARTE-PMN, Natal/RN  (www.facebook.com/amocomoquemnaoteme);

NOV-DEZ/2013 – REAL Feminista – Residência Artística Libertária organizada pelo CFEMEA e Universidade Livre Feminista do Brasil, Brasília/DF;

Out/2013 – Abertura do Show de Lançamento do EP do GATO LÚDICO, Teatro Alberto Maranhão, Natal-RN, Brasil;

Out/2013 – Circuito GRUDE de Intercâmbio Nacional em Arte e Intervenção Urbana, Brasil;

Ago/2013 – Palestra na XI Cachaça Filosófica - Auto Poiésis & Neo-Feminismo, Mercado Cultural de Petropólis, Natal-RN, Brasil;

Maio/2013 – ‘nA JAGUARARI CASARTÍSTICA’ - Abertura do #LAB com Vivências Poéticas ~ Espaço Cultural Permanente em Parceria com Renata Marques e Rosane Felix, Natal/RN (www.facebook.com/najaguararicasartistica); 
Maio/2013 – 1ª EXPOGRAFITTI – Coletiva de Arte Urbana com Curadoria de Ricardo Nelson e Marcelo Veni - Galeria da FUNCARTE-PMN, Natal/RN;

Mar/2013 – “CHÃO de ESTRELAS - Intervenção Urbana no BECO da LAMA de NATAL/RN;
Mar/2013 – BARDALLOS POÉTICO ~ 14 de Março, Dia Nacional da Poesia - Organização/Parceria com Antonio Nahud Junior, Bardallos Comida e Arte, Centro Histórico, NATAL/RN;
Mar/2013 – Projeto Vivas Mulheres – ARTE por PERTO, Centro Histórico de Natal/RN;

Dez/2012 - POETICaÓTICA❞ - Instalação composta por poéticas misturas de elementos sonoros e visuais (músicas, imagens, falas e ruídos). Artistas do Coletivo ICAP – Instituto Cultural Audiovisual Potiguar: Paulo Lima, Civone Medeiros, Bruno Alves, Raquel Sales e Gianni Allan Duarte na 6ª edição do Goiamum Audiovisual, IFRN Cidade Alta, Natal/RN;

Out/2012 – Performance ‘THE PERFORMER is PRESENT’ na Semana de Artes Visuais do DEART/UFRN, Natal/RN;

Jul-Out/2012 – (in)VERSO A DEUS – Coletivo InCriado | Performance nos Vernissages da Mostra “Paixão de Espinho em Altar de Pedra” de R. Veriano – em Caicó e Pau dos Ferros/RN;
Jun/2012 – Intervenções e Poéticas em Varal 'comSUMAcivone' na CÚPULA dos  POVOS, Rio+20, Rio de Janeiro/RJ; 

Dez/2011 – "VÉU em SOLO, Sertão Central" – Ensaio Fotográfico do Coletivo SOLARES mostrando o universo masculino e feminino da mulher sertaneja – encarnada na pele, corpo e alma de Civone Medeiros - dentro de um contexto surreal, cheio de sonho e psicodelia. Contamos sobre a força, a delicadeza e o drama desta mulher vestida de sonhos. Nesta expedição fotográfica "A NOIVA" é a figura que está representada nos cenários poéticos e geográficos de Lajes do Cabugi na PINACOTECA POTIGUAR-FJA, Natal/RN (www.facebook.com/ColetivoSolares);

Jul/2011 – CiVernética #2 | Performance, Café Salão Nalva Melo (Circuito Ribeira), Natal/RN.
Jul/2011 – “VARIETÉ” | Apresentação do Espetáculo do Circo Tropa Trupe, Natal/RN;

Jun/2011 – CiVernética #1 | Performance, FATERN, Natal/RN;

Mai/2011 – "AMOR CRÔNICO (APPENDIX)" | Protagonista do Curta de 6' com Roteiro e Direção de Renata Pyrrho, Natal/RN;

Abr/2011 – Curadoria da Mostra “Paixão de Espinho em Altar de Pedra” de Ricardo Veriano – Galeria Newton Navarro/FJA, Natal/RN;
                  – (in)VERSO A DEUS – Coletivo InCriado | Performance no Vernissage da Mostra “Paixão de Espinho em Altar de Pedra” de R. Veriano – Galeria Newton Navarro/FJA, Natal/RN;
Abr/2011 – Intervenção Urbana “Mulheres Livres” no Congresso Nacional/DF no programa artístico do II ENAMB – Encontro Nacional da Articulação de Mulheres Brasileiras com o Coletivo Leila Diniz (RN), Brasília/DF;

Fev/2011 – Formatação e Pré-Curadoria da Mostra/Acervo de Ricardo Veriano – “Paixão de Espinho em Altar de Pedra”;

Dez/2010 – Coletiva “Dezembro/Presente” | Casa Vermelha/UnP com as obras ARS PRECARIUS #1;

Nov/2010 – Curadoria da Conexão - Natal/ICAP – Instituto Cultural Audiovisual Potiguar e Co-Produção do FlipAut, Praia da Pipa/RN;

Out/2010 – Ocupação BenTeVi – Residência de Artistas, Recife/PE;
Out/2010 – Toque de Colher Poemas | Recital na Ribeira, Natal/RN;

Set/2010 – Tributo à Janis Joplin, Ensaio Fotográfico para a Campanha “Nalva Faz Minha Cabeça” sob as lentes de Flávio Aquino e Produção Geral de Nalva Melo Para ver+ > @cafesalao: www.cafesalao.com/nalva-faz-minha-cabeca-07-com-civone-medeiros.html;

Out/2009 – Relançamento do Livro de Poemas Escrituras Sangradas #1 e Lançamento das Escrituras Sangradas #2 nos 15 anos do Café Salão pela Coleção POeTIGUARES [ICAP] +www.escriturasangradas.blogspot.com – versão digital: www.issuu.com/civonemedeiros;

Set/2009 – Lançamento da Coleção #POeTIGUARES de Artesanias Poéticas #MODE’RN ❝comSUMAcivone❞ em diversos suportes tais como Flâmulas em Retalhos/Patches, Cartões, Pôsteres, Camisetas, Eco-Bolsas, etc.  – Natal/RN;

Ago/2009 – Cenário para show da cantora potiguar Khrystal – Galpão Ribeira, Natal/RN;

Mai/2009 – 8 de MAIO – MEMÓRIA, coletiva de arte contemporânea, com a obra PRIVATESFERA, ou a VIDA ÍNTIMA de CIVONE... (vídeo-instalação, 2006-2009), Curadoria de Sanzia Pinheiro - Galeria de Artes da Funcarte, Av. Câmara Cascudo, 423 - Ribeira, Natal/RN;
 Intervenção #1 maio2009 - VEIAS ABERTAS DA CIDADE (disseminada entre ruas da Ribeira, Cidade Alta e Passo da Pátria), Natal/RN;
 Intervenção #2 maio2009 - CALÇADA DA FAMA (localizada entre as ruas João Pessoa e Ulisses Caldas, na Cidade Alta), Natal/RN;

Mar/2009 – Mostra DA PERMEABILIDADE DO BELO, 8 de Março, com a obra VULV'ARS POÉTICA, curadoria de Sanzia Pinheiro - Galeria de Artes da Funcarte, Av. Câmara Cascudo, 423 - Ribeira, Natal/RN;

Jan/2009 – PROSPECTA, Conexões Visuais/FUNARTE, participação no Projeto coordenado por Sanzia Pinheiro, realizado em parceria com a FUNCARTE, Natal/RN;

Set/2008 – Ministrante da Oficina PERFORMARE #2 na „I Semana de Artes Visuais da UFRN‟, no DEART, Natal/RN;

Mai/2008 – 8 de Maio/Dia do Artista Plástico, Coletiva da FUNCARTE com a Instalação ODE À XANANA, Natal/RN; Ministrante da Oficina PERFORMARE #1 no CMAI/FUNCARTE, Natal/RN; Lançamento da Plataforma Virtual PERFORMARE de pesquisas acerca da Arte da Performance (www.performare.blogspot.com);

Mar/2008 – DENCIDADE, Conexões Visuais/FUNARTE | participação no Projeto coordenado por Sanzia e Sayonara Pinheiro, Natal/RN;

Dez/2007 – ARTE à TROIS | Mostra Coletiva de Artes Visuais, Allan Talma, Civone Medeiros e Goulven Jagot; apresentação de Sanzia Pinheiro - Café Salão Nalva Melo, Natal/RN;

Nov/2007 – LIVROCORPOCIVONE/BIO GRAFIA (Artista como Livro, uma Performance) na Mostra ESCRITURAS E EXISTÊNCIAS de LIVRO de ARTISTA / LIVRO OBJETO, organizado por Sanzia Pinheiro/FUNCARTE como programação paralela ao ENE (Encontro Natalense de Escritores), Galeria Calígula, Ribeira - Natal/RN;
Nov/2007 – Curadoria e Concepção do Catálogo do XI Salão de Artes Visuais da Cidade do Natal da FUNCARTE, Natal/RN;

Out/2007 – ARTE à TROIS Curadoria e participação na Mostra Coletiva de Artes Visuais com Allan Talma e Goulven Jagot; apresentação de Sanzia
Pinheiro. Bardallos Comida e Arte, Centro Histórico, Natal/RN. Estréia de ARTE à TROIS – O filme! Natal/RN;

Jun/2007 – Protagonista do Documentário-Ficção, CAPOEIRA dos NEGROS, Dir.: Carlos Tourinho, Roteiro: Geraldo Cavalcanti, Natal/RN;

Mar/2007 – Idealização e Produção do Documentário PRIVATESFERA – A vida Íntima da Mulher;

Fev/2007– Idealização, Produção e Finalização do Documentário 14 de Março / Todo Dia, Dia da Poesia em parceria com o ICAP (disponível no www.youtube.com/civone);

Fev/2006 – Protagonista no curta-metragem “MARROM” (Emanoel Grilo e Nando Lucena), Natal/RN;

Mar/2006 – Polifonias do Feminino | Mostra Coletiva da Capitania das Artes/FUNCARTE, Natal/RN;

Mai/2005 – “com.FUSÃO” | BricollAssembllages [work in process] e participação no Assentamento Cultural do M8M na Mostra PANORAMA 0.8 no espaço ANDAIME e na Pinacoteca do Estado com diversos artista potiguares e de outros estados brasileiros - Natal/RN;

2003-2005 – “ECCE FEMME” | Arte-Sacra-Vulva-Instalação itinerante-mutante com diversos suportes e mídias, esta obra conta com várias exposições em galerias e espaços públicos do RN/Brasil e Viena/Áustria e tem a característica de se adaptar e experimentar com os ambientes/sítios e entornos onde acontece sua montagem;

Mar/2004 - 14 de Março – Lançamento dos pôsteres “Ecce Femme”& “Civênus” e diversos flyers com imagens e poemas das “Escrituras Sangradas” – Natal/RN;

Mai/2002 – “SACRA VULVA #01” | Assemblages & Instalação com diversas mídias no „Festival SOHO in Ottakring“ na coletiva UNTEN DUCH com os artistas austríacos Kurt List e Thomas Sandri em Viena/AT – Essa Mostra resultou em um Curta-metragem do cineasta Christian Wittmann, intitulado: “Civone, Kurt & Thomas – EIN PORTRAIT” [A, 2002, 50 Min];

Ago/2001 – “Aberto Coração” | Performance, Cultura Alemã - Natal/RN;

Jul/2001 – “O Livro de Theta” | Livro de Artista (Objetos- Foto- Instalação) sobre viagem à Grécia no Solar Bela Vista - Natal/RN;

Jun/2001 – “Civone & Cuore – Performance Fragments” | Curta-metragem(C-Digital), Câmera & Cut by Marko Doringer/Filmfabrik Vienna;

Mai/2001 – Curadoria da Mostra "Geisterwandel" de David Müller-Abt – WUK Projektraum, Viena/AT;
                – "Geistertanz – Dança dos Espíritos" | Performance no Vernissage de "Geisterwandel"de David Müller-Abt – WUK Projektraum, Viena/AT;

Jun/2000 – Projeto/Missão Cultural “ARTE da ESQUINA do BRASIL” ~ Idealização e Curadoria de Civone Medeiros, que desencadeou o Festival “Brasil 2000” na WUK - Werkstätten und Kulturhaus, Viena/Áustria; “BRASIL 2000” foi uma Co-Produção de "WUK International", "Verein FOR ART" e “Projeto Arte e Cultura da Esquina do Brasil (Civone Medeiros/ICAP e Conceição Lima - Natal/RN)” ~ www.brasilien.cultureworks.at + www.wuk.at/brasil2000, Viena/Áustria;

Out/1999 – “ESCRITURAS SANGRADAS” | Lançamento de Poesias em forma de encartes – Natal/RN (Edição independente);

Abr/1999 – “Poética & Pictórica” | 1ª Mostra Individual na Galeria Nalva Melo Café Salão, Ribeira - Natal/RN;

Fev/1998 – “GUERRA E PAZ” | Produção Executiva da Maior Escultura-Instalação em Sucata do Mundo - Intervenção Urbana de Guaraci Gabriel, Via Costeira Km 01/Natal-RN - A obra foi contemplada pelo Guinness Book of Records - Londres 2001;

1995-1997 – “LILITH” | Performance, parte da Mostra "OVO de EVA" de Henrique José, Natal/RN;

1994 – “Entre o Sonho e a Carne” | Atuação no curta-metragem, baseado em poema de E. A. Poe, Dir. Sérgio Oliveira-Natal/RN;

1991 – “SÓ, 1,2,3,4,5...” | Video-Arte experimental (S-8 NTSC), Produção coletiva / OXENTE: Dir. Guaraci Gabriel & Sayonara Pinheiro, Atuação & Texto: Civone M. Tönig - Natal/RN;

Out/1989 – “O QUE VIRÁ?” | Intervenção coletiva / OXENTE na XX Bienal de São Paulo/SP;

Ago/1989 – "Respiração, impacto da inconsciência" | Instalação coletiva / OXENTE, FLAAC - Festival Latino-americano de Arte & Cultura – UNB/Brasília/DF;

1988-1991 – "ANJO MAL DITO" | Atriz e RP do Grupo TEATRO MÁGICO, Dir. Swami Amrita Subhadro/Vércio Lisboa, Natal/RN;

1986-1990 – Estudos e Espetáculos de Ballet Clássico e Dança Contemporânea na EDTAM – Escola de Danças do Teatro Alberto Maranhão, Natal/RN;


* Atualização em Junho/2014






AMO COMO QUEM NÃO TEME - Mostra de Poéticas Contemporâneas de Civone Medeiros



APRESENTAÇÃO

       A exposição AMO COMO QUEM NÃO TEME transita entre a Literatura e as Artes Visuais.  É um site specific* que conta com uma vídeo-instalação, dois painéis constituídos de poesias e imagens impressas em tecido, sendo um painel colorido e outro branco que cobrem integralmente as paredes laterais da Galeria Xico Santeiro do Museu de Cultura Popular Djalma Maranhão. A artista numa atitude risomática estende a exposição ao Largo Dom Bosco/Pátio da Praça Augusto Severo, através de Varais Poéticos (poesias impressas em tecido). São sete obras que compõe a exposição – tornando-se uma única obra/instalação: o PoeManta, Ofertório Coração, AmorAção, PoemMantra Sonora, Chão de Santinhas e Varal Poético mais a Cartografia dos Afetos, numa parceria com o premiado fotógrafo mineiro radicado em Nata/RN, Morvan França. A Cartografia dos Afetos é uma série fotográfica com os Corações Impressos da artista e é uma participação especial em transparências fotográficas sobrepostas no painel PoeManta.
            Civone Medeiros é Poeta e Artista e escolheu imprimir em pedaços de tecido de pequeno formato para tornar sua produção mais acessível às pessoas, assim o trabalho entra em suas casas e vidas e passam a fazer parte do cotidiano individual e coletivo.  Desde o fim da década de 80 a artista desenvolve pesquisa aproximando poesia e imagem. No seu processo criativo, a imagética do coração se transforma em gestualidade do corpo artístico, poético e político.
            O projeto AMO COMO QUEM NÃO TEME oferece como contrapartida o LAB com Vivências (Laboratório Criativo de Convivência) que consiste em Oficinas de Estamparia e Protagonismo Poético dirigido ao público visitante da Exposição. O caráter e peculiaridade experimental e laboratorial como proposta educativa-interativa complementar a exposição, destina-se a formação de professores-multiplicadores de saberes e a estudantes de ensino médio e superior, através de dinâmicas lúdicas e colaborativas onde todos opinam e contribuem com o processo e possibilita que novos públicos enxerguem a Arte e a Literatura por um viés apaixonado e próximo de suas vidas.
* O lugar, o site, o situs, o sítio específico é o ‘isto’ que acontece no espaço e para ele. Embora caiada pelo modernismo e, atualmente, pelo que se denomina pós-modernismo, a obra-para-o-lugar é o provável fundamento do estar-da-obra, sejam as cavernas de outrora, a parede, o espaço público e cívico e com bastante frequência atualmente, as salas dos museus e galerias. Se todas as obras são feitas para lugares, para sítios, algumas delas referendam essa abertura, propondo-se ser o destino e polo irradiador como seu Locus Poético.
Imagem inline 2

FICHA TÉCNICA

Curadoria:
Sanzia Pinheiro

Produção: 
Nalva Melo
Rosane Felix
Dora Bielschowsky

Assessoria de Imprensa:
Antonio Nahud Jr

LAB com Vivências/Mediação:
Thiago Medeiros
Alessandra Augusta
Efigênia Oliveira
Civone Medeiros 


Sonoplastia e Edição de Imagens:
Paulo Lima (ICAP)

Realização:
ICAP – Instituto Cultural Audiovisual Potiguar

Parcerias:
Casa Artística nA Jaguarari
Café Salão Nalva Melo
Coletivo Sobre-A-Mar
Coletivo Records
Jocil Decorações
Tropa Trupe/Renata Marques
Bardallos Comida e Arte
Bar da Meladinha

Contatos/Informações:
Sanzia Pinheiro – 9423-8098 – aranha.asa@gmail.com
Nalva Melo – 8861-9616 – nalvamel8@hotmail.com

Work in Process/Fan Page no FaceBook:



» http://civonemedeiros.tumblr.com
 ICAP - Instituto Cultural e Audiovisual PotiguarRua Carlos Serrano, 2052 - Lagoa Nova - CEP 59.076-740
Natal-RN | institutoculturalpotiguar@gmail.com | [84] 3206-0313


Textamento d'Amor: Demasiada & Humanamente Atualizando & m'Apropriando do H.Hesse


❤ » 'Quanto mais envelheço, quanto mais insípidas me parecem as pequenas satisfações que a vida me dá, tanto mais claramente compreendo onde eu devo procurar a fonte das alegrias da vida. Aprendi que ser amada não é nada, enquanto amar é tudo (...).

O dinheiro não é nada, o poder não é nada. Vejo tanta gente que tem dinheiro e poder, e mesmo assim são infelizes. A beleza não é nada. Vejo homens e mulheres belos, infelizes, apesar de sua beleza. Também a saúde não conta tanto assim. Cada um tem a saúde que sente. Há doentes cheios de vontade de viver e há sadios que definham angustiados pelo medo de sofrer.

A felicidade é amor, só isto. Feliz é quem sabe amar. Feliz é quem pode amar muito. Mas amar e desejar não é a mesma coisa. O amor é o desejo que atingiu a sabedoria. O amor não quer possuir. O amor quer somente amar.'

^Hermann Hesse pour moi, C!V ~ www.naredecomcivone.blogspot.com

25 discos de 2012 disponibilizados pelos próprios artistas para download ou audição online

Na Íntegra via http://albumitaucultural.org.br/notas/na-integra-online:  Seleção traz 25 discos de 2012 disponibilizados pelos próprios artistas para download ou audição online
texto itamar dantas

Desde que o Napster foi lançado, em 1999, a troca de arquivos em mp3 na internet tem deixado músicos, compositores e indústria fonográfica de cabelo em pé, e gerado uma intensa discussão sobre o melhor modelo para recolhimento de direitos autorais no meio musical. Enquanto alguns músicos defendem o acirramento de políticas contra a troca livre de dados na rede, outros têm se utilizado dela para promover seus trabalhos e chegar a um maior número de pessoas. Como forma de divulgar sua música, muitos têm disponibilizado seus discos na íntegra, para download ou audição online.
O Álbum lista 25 discos brasileiros lançados em 2012 e disponibilizados na íntegra pelos próprios artistas, para ouvir e/ou baixar!
1 – BAHIA FANTÁSTICA  [Rodrigo Campos]
Depois do elogiado São Mateus Não É um Lugar Tão Distante Assim (2009), Rodrigo Campos lançou em 2012 seu segundo disco, Bahia Fantástica, também aclamado pela crítica. O álbum conta com a participação de Criolo, Kiko Dinucci, Thiago França, Romulo Fróes, Marcelo Cabral, Luisa Maita, Thiago França, Juçara Marçal e Guilherme Held.
2 – NORDESTE OCULTO [Cabruêra]
O quinto álbum da banda Cabruêra é um projeto multimídia. O CD Nordeste Oculto conta com um livro de fotografias de Augusto Pessoa, poesias de Alberto Marsicano e músicas que costuram essas experiências, oferecendo um paralelo entre a religiosidade nordestina e as tradições orientais.
3 – SINTONIZA LÁ [BNegão e os Seletores de Frequência]
Nove anos depois do primeiro álbum (Enxugando o Gelo, 2003), BNegão e os Seletores de Frequência chegam ao segundo disco, Sintoniza Lá. O ex-Planet Hemp mantém a mistura sonora que caracterizou o primeiro trabalho, com hip-hop, funk e soul aliados a letras contundentes e críticas.
4 – METAL METAL [Metá Metá]
O segundo álbum do grupo Metá Metá faz jus ao seu nome, trazendo uma sonoridade pesada, rock and roll, para a batida e o embalo da música afrobrasileira. Os temas são cantados por Juçara Marçal e embalados pela guitarra de Kiko Dinucci e pelo saxofone de Thiago França.
5 – ARROCHA [Curumin]
O paulistano Curumin lançou seu quarto álbum em 2012. Música eletrônica com ritmos que vão do reggae à MPB marcam o disco. Com participações de Céu, Guizado, Marcelo Jeneci e Russo Passapusso.
6 – IDENTIDADE [Itiberê Zwarg & Grupo]
Itiberê Zwarg é conhecido por seu trabalho como baixista na banda de Hermeto Pascoal. O disco Identidade, lançado em 2012, tem como estrutura a música universal, defendida pelo parceiro Pascoal, e faz um passeio pelas memórias do músico, desde a sua infância. Todos os temas são compostos pelo baixista, exceto “Bem Vindos Todos Juntos na Pindaíba!”, de Hermeto.
7 -  II [ Marginals]
O trio Thiago França, Marcelo Cabral e Tony Gordin lançou em setembro o segundo álbum do projeto MarginalS. Nele, os músicos colocam em xeque a autoria. Os temas não têm nome nem compositores; são improvisações registradas “ao vivo”, em estúdio. Os grooves são desenvolvidos pelo trio, com o peso de um baixo distorcido e do sax alto de Thiago França.
8 – A MÚSICA DA ALMA [Amplexos]
A banda Amplexos é de Volta Redonda, RJ. Em novembro lançou o segundo disco da carreira, com sonoridade marcada pelo afrobeat. A banda tem no currículo shows ao lado do guitarrista Oghene Kologbo, que tocou com Fela Kuti na banda Africa 70.
9 – AFROELECTRO [AfroElectro]
A banda AfroElectro, formada em 2009, alia a sonoridade do afrobeat a batidas eletrônicas e ritmos brasileiros. O grupo é composto dos músicos Sérgio Machado (bateria, teclados, programações e vocais), Michael Ruzitschka (guitarras e vocais), João Taubkin (baixo elétrico e vocais), Mauricio Badé (percussão e vocais) e Denis Duarte (loops, percussão e vocais).
1o – AQUI É O MEU LÁ [Ricardo Herz Trio]O violino de Ricardo Herz tem se tornado cada vez mais conhecido no Brasil. O terceiro álbum, Aqui É o Meu Lá, teve produção e direção musical do pianista Benjamim Taubkin. Acompanhado de Pedro Ito (bateria e percussão) e Michi Ruzitschka (violão de 7 cordas), Ricardo Herz Trio passeia por ritmos regionais, como o forró e o chorinho.
11 – NAVE MANHA [Trupe Chá de Boldo]O segundo disco da carreira do grupo conta com produção de Gustavo Ruiz e participações de André Abujamra, Alzira Espíndola, Tatá Aeroplano, Márcia Castro, PeriPane, Simone Sou, Otávio Ortega, Marcelo Pretto e Lu Horta.
12 – CAIXA CUBO [Caixa Cubo]
O disco de estreia do duo Caixa Cubo, formado pelos instrumentistas João Fideles e Henrique Gomide, tem o jazz, a música erudita e o sambalanço como principais referências. Em 2012, o grupo se apresentou no festival Jazz à Vienne, na França.
13 – DERIVASONS [Chico Correa & Electronic Band]
Quando lançou o primeiro disco, em 2007, Chico Correa já queria que outros artistas fizessem versões de suas músicas para que entrassem no álbum. Não foi possível, mas quando reuniu 14 músicas lançou o EP virtualDerivaSons, lançado apenas online.
14 – THIS IS ROLÊ [Macaco Bong]
O power trio de Mato Grosso foi formado em 2004 e sempre usou a internet como principal disseminador de seus trabalhos. O terceiro disco, This is Rolê, tem participação do ex-mutante Túlio Mourão e mantém a pegada rock and roll que consagrou o trio no meio alternativo.
15 – ABAYOMY AFROBEAT ORQUESTRA [Abayomy Afrobeat Orquestra]
A Abayomy Afrobeat Orquestra foi formada no Rio de Janeiro em 2009 para se apresentar no Fela Day daquele ano, em homenagem ao ícone do afrobeat Fela Kuti. E, três anos depois, o grupo lançou também no Fela Day o autointitulado primeiro álbum, com seis músicas, sob a produção de André Abujamra.
16 – AVANTE [Siba]
O pernambucano Siba foi guitarrista da banda Mestre Ambrósio, um dos ícones do movimento Maguebeat. Com produção de Fernando Catatau [Cidadão Instigado e Banda Cê] e do próprio Siba, o disco passeia pelo rock and roll e por ritmos regionais como o maracatu e a ciranda.
17 – DE PÉS NO CHÃO [Marcia Castro]
A cantora baiana já participou de discos e shows ao lado da nata da MPB e traz no repertório versões para músicas de Gilberto Gil, Gonzaguinha, Tom Zé e Novos Baianos.
18 – O HÁBITO DA FORÇA [Filarmônica de Pasárgada]
A Filarmônica de Pasárgada é uma banda formada nos corredores da USP. Este primeiro disco traz música popular com letras e arranjos bem trabalhados, mesclando as referências eruditas e populares do grupo. O álbum conta com a participação de Luiz Tatit, Ná Ozzetti, Kassin, Cerqueira e Lurdez da Luz e foi gravado nos estúdios do selo Coaxo do Sapo, de Guilherme Arantes, na Bahia.
19 – TUDO TANTO [Tulipa Ruiz]
O segundo álbum de Tulipa Ruiz veio com a responsabilidade de manter as boas críticas de seu primeiro, Efêmera(2010). Participam dele Criolo, Lulu Santos, São Paulo Underground, Daniel Ganjaman, Kassin e Rafael Castro.
20 – O DEUS QUE DEVASTA MAS TAMBÉM CURA [Lucas Santtana]
Multi-instrumentista e compositor, Lucas Santtana já tem longa história no mercado musical brasileiro. O quinto álbum solo, O Deus que Devasta mas Também Cura, foi aclamado pela crítica nacional e internacional. Tocam no disco os músicos Marcelo Callado, Ricardo Dias Gomes, Bruno Buarque e Gustavo Benjão. As participações especiais ficam por conta de Kassin, Céu, Rica e Gui Amabis e Letieres Leite & Orkestra Rumpilezz.
21 – PRA FICAR [Orquestra Contemporânea de Olinda]
O segundo disco da orquestra idealizada pelo percussionista Gilú Amaral foi produzido pelo músico Arto Lindsay, ex-integrante do grupo The Lounge Lizards, que já assinou álbuns de Caetano Veloso, Marisa Monte e Tom Zé.

22 – LEMBRA? [Rafael Castro]Lembra? é o oitavo disco de Rafael Castro, mas o primeiro em versão “física”. Com todos os instrumentos gravados em casa pelo próprio músico, a  sonoridade  mantém as referências dos trabalhos anteriores, com letras focadas em temas cotidianos e um tênue limiar instrumental entre o brega e o punk.
23 – SAMBANZO [Thiago França]O nome e o saxofone de Thiago França estão presentes em inúmeros projetos musicais dos últimos anos, sempre caracterizado por sua sonoridade agressiva e inventiva. No álbum de sua autoria, o músico vai ao continente africano buscar suas referências. O disco conta com a participação dos sempre parceiros Kiko Dinucci (guitarra), Marcelo Cabral (baixo), SambaSam (percussão) e Pimpa (bateria).
24 – À BEIRA DO DIA [Urucum na Cara]
O grupo mineiro Urucum na Cara já conta com mais de dez anos de história e várias formações. Em 2012, lançou seu primeiro álbum, passeando por músicas autorais, de formações anteriores, e indo para uma pesquisa sobre congado mineiro e música popular contemporânea de Belo Horizonte.
25 - EP Gentileza [Sonora Samba Groove]
Como o nome indica, o som da Sonora Sambra Groove tem chão no samba-rock. Gentileza é o segundo EP da banda, que é um dos novos expoentes da noite de João Pessoa (PB) e em setembro participou do Festival Hay Espiritu, em Madri, Espanha. O disquinho traz 6 músicas, sendo duas composições próprias, uma assinada por Adeildo Vieira e duas por Arthur Pessoa, da banda Cabruêra.